Bruxismo: tudo o que precisa de saber

O que é o Bruxismo?

O bruxismo caracteriza-se pelo apertar e ranger dos dentes, de forma involuntária. A aplicação de forças excessivas sobre os músculos da boca provoca um desgaste no esmalte dos dentes, afeta a sua integridade e pode ter consequência negativas para a saúde oral.

Embora seja mais comum na infância e tenha tendência a desparecer com a idade, o bruxismo pode ocorrer em qualquer pessoal. Habitualmente, divide-se em bruxismo diurno e noturno, mas pode manifestar-se em ambos os períodos. Em Portugal, estimasse que existam 100.000 afetadas por esta condição.

Bruxismo diurno: caracteriza-se por uma atividade semi-voluntária da mandíbula, em que o indivíduo aperta os dentes enquanto está acordado. Normalmente está associado a um tique, habito ou a uma reação ao stress.

Bruxismo noturno: caracteriza-se por uma atividade inconsciente enquanto o indivíduo dorme. Pode desgastar os dentes e provocar dores de cabeça.

Quais as principais causas do Bruxismo?

Embora ainda não seja possível identificar com clareza quais as causas do bruxismo, existem alguns fatores que aparentam estar relacionados com o seu desenvolvimento, tais como:

  • Stress
  • Ansiedade
  • Consumo de cafeína, tabaco ou álcool
  • Idade jovem
  • Distúrbios do sono (apneia do sono, ressonar)
  • Elevado nível de escolaridade
  • Consumo de medicamentos para o sono, depressão ou ansiedade

Principais sintomas

Por se tratar de um comportamento inconsciente, o bruxismo é muitas vezes detetado numa fase já tardia. Apesar disso, existem alguns sinais que o podem ajudar a detetar a sua existência.

Os principais sintomas do bruxismo são as dores de cabeça, o desconforto nos maxilares, dores nos músculos da face e dos ouvidos, tensão e rigidez nos ombros, dificuldade nos movimentos de abertura da boca e perturbações do sono. Para além disso, pode ocorrer ainda desgaste do esmalte dos dentes, inchaço da cara, cabeça ou pescoço, inflamação das gengivas ou sensibilidade dentária.

Já nas crianças, é habitual o bruxismo surgir associado a obstrução nasal e queixas respiratórias resultantes de hipertrofia das amígdalas e adenoides.

Diagnóstico e Tratamento

O diagnóstico do bruxismo é habitualmente feito numa consulta de medicina dentária, onde podem ser visíveis o desgaste irregular dos dentes, fissuras ou fraturas, sensibilidade dentária ou dos músculos da face. Após um bom diagnóstico, o seu médico dentista recomendará o tratamento mais adequado à sua situação, de forma a atenuar a dor e controlar o desenvolvimento de mais complicações.

Tipos de tratamento:

Goteira de relaxamento: é colocada na boca para proteger os dentes e reduzir a atividade muscular durante o sono.

Correção da articulação dos dentes: a manutenção de uma boa saúde oral e de uma correta articulação dos dentes do maxilar superior e inferior permite reduzir o atrito entre eles e melhorar a qualidade da mastigação.

Relaxamento: formas de relaxamento como a prática regular de desporto ou consultas terapêuticas podem também ser úteis.